Comprar roupas mais caras é a nova consequência da guerra na Ucrânia

Quer saber por que comprar roupas mais caras é a nova consequência da guerra na Ucrânia?

Então, vem comigo que eu te explico! 😉

Post blog: Comprar roupas mais caras é a nova consequência da guerra na Ucrânia
Foto: Reprodução

Bom, antes mesmo de começar a guerra na Ucrânia, a Associação Brasileira da Indústria Têxtil já esperava que 2022 fosse um ano de desacelaração na produção de roupas.

Mas, essa previsão só estava relacionada às consequências da pandemia. Até que o primeiro reflexo dessa guerra chegou à economia do Brasil com o aumento do preço dos combustíveis.

Pois é. O aumento do preço da gasolina e do diesel também impacta o setor têxtil, que já vem enfrentando encarecimentos das matérias-primas em 2022. E você já sabe o que isso significa, né? Agora todo mundo vai ter que comprar roupas mais caras!

Exportações suspensas!

Recentemente, foi anunciada a suspensão das exportações de fertilizantes e insumos pela Rússia, que demanda cerca de 20% no Brasil.

Caso você ainda não saiba: o algodão está entre os quatro materiais que mais dependem de fertilizante no nosso país – e já vem sofrendo quebra no abastecimento da cadeia.

Vale lembrar que as consequências dessa batalha econômica se tornaram pauta de discursão no leste europeu. Agora a prioridade é buscar compreender como a guerra na Ucrânia está deixando não só as roupas mais caras, mas também os setores de calçados e demais produtos têxteis.

Enfim… Como falei no inicio desse post, a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil) já esperava uma queda na produção e nas vendas das roupas, antes mesmo de começar a guerra.

Anúncios

Só pra você ter uma idéia: segundo a ISTOÉ, a Abit calculou um avanço de 1,2% na produção de 2022 e um pequeno aumento de 1% das vendas no mercado interno. E ainda assim, isso já significava uma certa estagnação.

Pois é. Infelizmente, tudo indica que os níveis de 2022 permaneçam ainda mais baixos em relação as consequências causadas pela pandemia.

Quais serão as consequências pela falta de exportação?

Muitos prejuízos já estão respingando na indústria da moda por conta do aumento dos preços das matérias-primas e dos custos em geral. E sabe o que isso significa? 👉🏼 Um verdadeiro enfraquecimento no consumo!

Além desse prejuízo gerado pela falta de exportação de algodão, a alta do petróleo também vai afetar ainda mais os preços do poliéster e de outras fibras derivadas.

Ou seja, a guerra na Ucrânia está deixando as roupas cada vez mais caras e aumentando o valor dos materiais. Por isso, todos os setores da indústria da moda já estão em busca de novas alternativas de produção.

É o caso de algumas fábricas de roupas no exterior que já usaram o cânhamo (matéria-prima proveniente da maconha) para substituir o algodão. Por exemplo, a marca Levi’s lançou uma coleção inteira com produtos feitos desse material.

Lavoura de algodão no Mato Grosso do Sul – Foto: Ernesto de Souza / Ed. Globo

A real é que a falta de fertilizantes, por exemplo, impacta no volume das colheitas de algodão e reflete na alta dos custos de produção nacional e global.

Entretanto, a organização das principais cadeias de matérias-primas já é foco de cuidados para o setor têxtil desde 2021 – quando a safra brasileira do algodão caiu em 20% (menor que em 2019 e 2020).

Honestamente… Se o ano de 2022 já trazia uma péssima previsão para a indústria da moda, isso ficou ainda pior com a chegada da guerra na Ucrânia. 🥀

Já dá até pra imaginar quem vai pagar o preço dessa problemática… Sim! Nos próximos meses, toda a indústria da moda vai sofrer as consequências da forma mais pesada possível em busca de reabastecer até os itens mais essenciais na vida dos consumidores.

Considerações finais para quem vai vender e/ou comprar roupas mais caras

Assim como toda arte, a moda também é um reflexo da nossa sociedade! 💡

Confesso que é assustar perceber como muitas pessoas e marcas ainda não conseguiram captar as consequências gritantes da pandemia e agora da guerra na Ucrânia.

Estamos vivendo uma época onde comprar em excesso deixou de ser o principal status da moda, assim como a importância que damos à parte fútil dessa indústria também deixou de ser suficiente.

E isso não tem nada a ver com o fato de poder ou não poder consumir o que bem quiser, mas os tempos são outros. Não dá mais pra pensar de forma singular.

Anúncios

Finalizo com 3 sugestões de leitura para você refletir e entender um pouco mais sobre a importância da moda nos dias de hoje. Confira:

1 – Marcas de moda que estão arrecadando fundos para salvar a Ucrânia

2 – Ômicron não impediu os desfiles de moda masculina no PFW

3 – A importância das roupas de maconha para a indústria da moda

Deixe uma resposta

VEJA TAMBÉM