Met Gala 2022 e a falta de ética de Kim Kardashian

Na última segunda-feira (02/05), centenas de famosos marcaram presença no Met Gala 2022 – um dos maiores eventos de moda do planeta.

E como já era de se esperar, o look de Kim Kardashian foi um dos mais comentados da noite! A socialite apareceu com o vestido que Marilyn Monroe usou na serenata do então presidente dos EUA (John F. Kennedy), em seu aniversário de 45 anos, lá em 1962.

Os rumores da transformação de Kim Kardashian em Marilyn Monroe começaram a aparecer 2 dias antes dela entrar no tapete vermelho (inacreditavelmente) usando o vestido da maior estrela dos anos 50 e 60.

Em entrevista à Vogue, Kim revelou que perdeu em torno de 7 kg para caber na peça – desenhada por Jean Louis e vendida por U$ 4,8 milhões em 2016 ao museu Ripley’s Believe It Or Not.

Confira mais detalhes do vestido de Marilyn Monroe usado por Kim Kardashin no Met Gala 2022

Num cofre escuro controlado a 68 graus e 40-50% de umidade, o vestido multimilionário nunca tinha passado por alterações, assim como jamais havia sido usado por outra pessoa.

E para que Kim Kardashian pudesse retirá-lo do museu, ela precisou experimentar uma réplica do tamanho – que lhe serviu logo de cara… Sendo assim, com muita segurança, a versão original chegou de avião particular e a empresária teve até que usar luvas para experimentar a peça.

Vestido multimilionário de Marilyn Monroe usado por Kim K. no Met Gala 22 – Foto: Getty Images

Entretanto, por algum motivo, o vestido original acabou não lhe servindo. “Achei que ela fosse extremamente curvilínea e que eu poderia ser menor em alguns lugares onde ela era maior”, diz. Por isso, poucos meses antes do evento, ela teve que aderir a uma dieta muito rigorosa para entrar no vestido e assim poder usá-lo no Met Gala desse ano.

“Tenho muito respeito com o significado desse vestido para a história americana. Jamais eu iria sentar ou comer enquanto estivesse usando-o para não causar nenhum dano, assim como não usei nenhum tipo de maquiagem corporal”, diz. “Aliás, tudo tinha que ser cronometrado para que eu pudesse subir as escadas”, completou Kim Kardashian em sua entrevista à revista Vogue.

Anúncios
Anúncios

Homenagem ou falta de respeito?

Para quem achou a idéia legal (mesmo que tenha sido usado só para as fotos do tapete vermelho): vale lembrar que a ex chefe do The Costume Institute Conservation considerou o ato deselegante. Afinal, são padrões estéticos e histórias completamente diferentes, né?!

Diferentes curadores e especialistas em conservação têxtil histórica apontaram a atitude de Kim como algo de extremo mau gosto, pois foi de encontro com as rígidas normas de cuidado às quais peças do tipo são submetidas.

Em entrevista ao inews, Vanessa Jones, curadora de roupas no Leeds Museum and Galleries, mostrou sua indignação com o fato: “Até pouco tempo, as roupas eram algo superficial… Mas, o fato de Kim usar esse vestido reduz a importância que curadores e conservadores colocam em suas coleções. Fazendo nosso trabalho parecer frívolo.”

“Agora ele se tornou o vestido que Kim Kardashian usou no Met Gala. Ou seja, a razão original que levou a peça a ser coletada inicialmente é quase redundante. A sua biografia nunca mais será a mesma”, completa.

No Twitter, por exemplo, muita gente também apontou que a filha de Kris Jenner faltou com respeito ao legado de Marilyn Monroe. Confira:

Met Gala 2022 e a falta de ética de Kim Kardashian
Anúncios
Anúncios
@mattsoftr sobre o Met Gala 22 via twitter

E você, o você achou de Kim Kardashian usando o vestido de Marilyn Monroe no Met Gala 22? Compartilhe seu feedback comigo:

Deixe uma resposta

POSTAGENS RECENTES