Isabeli Fontana fala sobre seus 20 anos de carreira: “Não fico estagnada. Dou a volta por cima”

Com mais de duas décadas de estrelato na moda internacional, Isabeli Fontana tem os pés no chão e a cabeça no mundo wellness. Confira a entrevista com a top, capa da Vogue de janeiro.

Paula Mello (@paulamello_) diz:

Isabeli Fontana me atendeu por videoconferência em dezembro após o desfile de inverno 2023 de Alexandre Herchcovitch, que marcou o retorno do estilista na direção criativa da sua marca homônima.

Dias depois, a modelo fotografou as imagens deste ensaio em São Sebastião, litoral norte de São Paulo, e voou para o Qatar, onde desfilou no Qatar Fashion United, evento com curadoria de Carine Roitfeld, que coincidiu com a final da Copa do Mundo 2022.

Perto de completar 40 anos, a agenda de Isabeli continua cheia e ela tem consciência de que ter uma carreira de mais de 20 anos é exceção no volátil mercado da moda.

“A vida é incerta e recebemos muitos nãos”, conta ela, que acredita que o segredo de continuar trabalhando ativamente é a capacidade de se renovar. “Ainda consigo ter um espírito jovem que quer conquistar mais coisas. Não fico estagnada. Dou a volta por cima.”
Anúncios
Anúncios

Mesmo tendo estrelado diversas vezes a capa das principais publicações de moda do mundo – só nesta Vogue, foram 23 – , trabalhado com as marcas e os profissionais mais renomados, e ter alcançado o sucesso financeiro (ela foi a 11ª modelo mais bem paga do mundo em 2007), Isabeli não esconde que, em meio a muitos altos, também teve baixos na vida.

“Conquistei o mundo com pouca idade. Vivia a mil por hora”, recorda. Hoje, não dorme antes de meditar e fazer as afirmações da autora motivacional americana Louise Hay. “Procuro de tudo para cuidar da cabeça e do coração. Busco autoconhecimento desde que eu me entendo por gente”, diz.

Isabeli teve que lidar com as responsabilidades da vida adulta desde muito jovem. Natural de Curitiba, completou 13 anos durante um concurso Elite Model Look, na época, o grande trampolim para as aspirantes a modelo que queriam chegar lá.

Queria ser veterinária, mas por causa do seu jeito tomboy, a mãe a inscreveu em um curso de boas maneiras, que a levou à competição de modelos. Ficou em terceiro lugar, e foi para Milão, onde a carreira não vingou.

Em 1999, tentou Nova York e decolou. “Cheguei em janeiro e estava frio demais, foi a primeira vez que vi neve”, lembra. “Peguei todos os desfiles – de Calvin Klein a Oscar de la Renta.” No mesmo ano, fez a sua primeira campanha da Valentino junto com Gisele Bündchen, fotografada por Steven Meisel

Anna Wintour viu e encomendou uma matéria na Vogue americana com Isabeli, e ainda a descreveu como promessa dos anos 2000. “E eu realmente fui. Em 2002, fiz minha primeira capa de Vogue francesa”, orgulha-se.

Foi o rosto da campanha de inverno 2004 da Chanel, clicada pelo próprio Karl Lagerfeld. Os US$ 30 mil que conquistou na época, investiu em uma casa em Guaratuba, litoral do Paraná, que tem até hoje.

Maternidade

A maternidade também chegou antes do previsto. Aos 19 anos, engravidou de Zion, seu primeiro filho do relacionamento com o também modelo Álvaro Jacomossi, e enfrentou um mercado que não estava pronto para acolher uma jovem mãe.

“Perguntavam se eu tinha certeza de que queria ter o bebê, que eu poderia fazer um aborto nos EUA. Disse que já amava essa criança mais do que eu mesma”, conta ela, que se virou para conciliar as rotinas de mãe e top.

“Lembro de levar o Zion no backstage da Prada enquanto ainda amamentava.” Três anos depois, veio Lucas, do seu casamento com o ator Henri Castelli, hoje com 16. Há nove anos com o cantor Di Ferrero, Isabeli confessa que não gostaria de passar por uma gravidez aos 40.

Paralelamente à carreira de modelo, Isabeli vem se aprofundando no conhecimento de wellness. Se no passado já “viveu de repolho e frango” para perder peso (para a semana de moda de Paris, lembra que tinha que “enxugar até 10 kg”), hoje seu foco reside em uma alimentação saudável, tanto que fez um curso de health coach com o canadense Joshua Rosenthal, fundador do Institute for Integrative Nutrition (IIN), a maior escola de nutrição do mundo, em Nova York. “Acredito muito em autocura por meio dos alimentos.”

Além disso, se especializou em Kundalini ioga, que busca a expansão da consciência ao despertar a energia Kundalini, localizada na base da coluna vertebral, com a professora Gurmukh Kaur Khalsa, discípula do Yogi Bhajan, que levou a prática para os EUA.

“Não é só postura. É cura. Você desperta a energia Kundalini, que é vital”, explica, acrescentando que tem entre seus projetos aproveitar a visibilidade que a moda lhe trouxe para transmitir conhecimentos para mais pessoas. “Wellness é o futuro.”


Fotos: @lufreee
Assistentes de foto: @gabrielgimenesph e @pradellapedro
Direção de Moda: @ritalazzarotti
Direção de Arte: @juliakoala
Entrevista: @paulamello_
Produção executiva: @deialansky
Assistente de Produção: @felipsouzas
Edição de moda: @leandroportos
Assistente de Styling: @mariaouantonia
Produção de Moda: @daniellezm e @saraiva.gabriel_
Camareira: @camila_barbosaa01
Beleza: @henriquem85
Assistente de Beleza: @joaoboeno
Look: Top e saia @prada
Tratamento de imagem: @studiobrunorezende
Agradecimentos: @miradourohotel

Entretanto.Isabeli Fontana, Todavia. Mas. Pois. Assim. Porque. Entretanto. Todavia. Mas. Pois. Assim. Porque. Entretanto. Todavia. Mas. Pois. Assim. Porque. Entretanto. Todavia. Mas. Pois. Assim. Porque. Isabeli Fontana.

Deixe uma resposta