domingo, janeiro 23

MINHA MARCA FALIU?

Há uns meses deixei de postar os produtos da minha marca e nunca sequer havia dado uma satisfação sobre isso. Mas, o que importa é que esse momento finalmente chegou: será mesmo que minha marca faliu?

Vou te contar tudo!

Anúncios

Apesar de eu ser publicitário por formação e de ter desistido da faculdade de Direito logo no primeiro ano, foi através da Moda que meu olho brilhou. Clique aqui para ler minha bio.

Em 2015 abri minha marca de roupas apenas com base nas experiências que vivi como estagiário de social media numa marca de biquinis e como design gráfico do SENAC.

Apesar da minha pouca experiência como empreendedor, as coisas deram muito certo. Na época, a marca atingiu algumas pessoas consolidadas na internet, como a blogueira Gabriela Sales (@ricademarre), por exemplo.

@ricademarre
Post: minha marca faliu?
@marinaferrarig
Anúncios
Post: minha marca faliu?
@maybrumm
Post: minha marca faliu?
@vidcg
Anúncios
Post: minha marca faliu?
@ma.pantaleao

Não levou muito tempo até eu perceber que eu tinha dado um passo maior que a minha perna…

O sucesso foi tanto que em 2018 pude realizar o sonho de inaugurar a loja física da marca, mas, o que eu ainda não sabia era que o negócio seria bem mais embaixo… 😮‍💨

Assim, em poucos meses voltei a me dedicar somente ao meu trabalho na internet, pois já não estava conseguindo lidar com tantas responsabilidades “sozinho”.

O fato era que eu não estava aceitando a minha falta de identificação com meu próprio trabalho e queria apenas encontrar um culpado pra isso. Quem nunca, né?

Minha realidade tinha se tornado muito turbulenta porque eu ainda não tinha entendido que desistir é normal e esse motivo também podia fazer parte da minha história. Por isso, continuei insistindo…

Era como se eu tivesse o tempo inteiro tentando sair de um turbilhão. Até que não teve jeito, minha marca precisou fechar pela primeira vez até que eu pudesse me equilibrar novamente.

Anúncios

Meses depois, lá estava eu mais uma vez insistindo sem entender a lição que a vida estava tentando me ensinar, e… Advinha? Voltei a estaca zero!

Um pouco mais “sábio” em estar passando pela mesma fase, resolvi me observar com mais cuidado antes de tomar qualquer decisão sobre o rumo do meu trabalho.

minha marca faliu

Dessa vez, ao invés de desanimar, passei a investir meu tempo (e dinheiro) em coisas que eu imaginava que poderiam ser melhor pra minha marca.

Comecei deixando de vender uns bagulhos da China, contratei estilistas, agência de publicidade, assessoria e os caralh* a 4.

Assim, pude me dar conta que ao invés de achar que eu estava ressignificando, na realidade, eu só estava tentando colocar (mais uma vez) em outras pessoas a responsabilidade da minha falta de identificação com a marca.

Muito doido como a mente da gente funciona, né?

Anúncios

Hoje em dia, após essas insistências, consigo enxergar que nada passava de um medo louco de, enfim, aceitar o fechamento de um ciclo.

Como falei na minha bio: “não estou apenas mudando de fase, estou convidando você para o meu universo. Juntos nos tornaremos versões melhores de nós mesmos. Faremos do mundo da mídia social um lugar melhor, com menos ansiedade e mais leveza.”

O medo às vezes é só uma condição te convidando para amadurecer. Por isso, declaro que minha relação com a marca não só faliu, como parou de fazer sentido (o que é bem diferente de dizer que a marca em si faliu).

Deu pra entender?

Agradeço sempre por todas as pessoas que estão comigo em cada fase, assim como à tds que estão chegando agora. <3

De longe, estou na minha melhor fase.


3 Comments

Deixe uma resposta